.st0{fill:#FFFFFF;}

Sonhos serão sempre sonhos se você não fizer acontecer! 

 junho 26, 2020

Por Aldo Montes

Estes dias atrás eu estava ministrando uma sessão de Coaching para um cliente em Jakarta – Indonésia e no final de cada sessão eu costumo perguntar para meu Cliente como ele gostaria de terminar a sessão, com uma palavra ou uma frase e a frase dita por este cliente foi: “Sonhos serão sempre sonhos se você não fizer acontecer” (tradução literal do que ele me havia dito em inglês).

Gostei da frase e por isto decidi escrever algo a respeito deste tema, como Coach eu tenho ajudado as pessoas a conquistarem seus sonhos/objetivos e fazer com estes sonhos/objetivos se tornem realidade, me sinto privilegiado de poder fazer isto, pois, quando cada um dos meus clientes consegue atingir seus sonhos/objetivos eu curto com sua vitória, pois, a vitória de meu cliente é como se fosse minha vitória! Como Coach tenho tido o privilégio de ajudar muitas pessoas conquistarem seus sonhos/objetivos, não estou dizendo que seja fácil, mas posso garantir que um processo de Coaching quando bem conduzido, quando existe uma real conexão entre o Cliente e o Coach, quando o Cliente assume a responsabilidade por executar as tarefas acordadas, quando existe um mútuo acordo, quando existe bastante esforço e comprometimento de ambas as partes na grande maioria das vezes o resultado acontece de forma positiva.

Eu me lembro que quando criança meu sonho era viajar e conhecer vários países, eu vivia em uma cidade no interior de São Paulo (Taubaté), com aquela idade talvez meus 12 ou 13 anos eu já me via viajando pelo mundo e conhecendo diferentes pessoas, comidas, lugares e principalmente novas culturas, eu ficava imaginando não era possível que todas as pessoas vivam da mesma forma e isto me intrigava eu queria saber mais sobre o mundo e sobre as diferentes culturas.

Comecei viajando pelo mundo através dos livros, eu viajava com cada história que eu lia, histórias ocorridas no Brasil, e em outras partes do mundo, quando aluno, minhas matérias favoritas eram geografia e história, aprendi a ter o gosto pela leitura com minha querida e saudosa mamãe, com ela aprendi a respeitar e valorizar as pessoas independente de sua origem, crença, condição social ou cultura.

Minha primeira viagem que fiz eu tinha 19 anos, havia trabalhado 1 ano em uma grande empresa, ajuntei o suficiente dinheiro para comprar o bilhete, comprar alguns dólares, arrumar minha mala e com a benção de meus pais, eu fui para a Venezuela, fiquei maravilhado com tudo e com todos, o primeiro choque que eu tive foi com a língua, apesar de ter sido alfabetizado em dois idiomas (português e espanhol) meu espanhol era muito precário, em entendia melhor que falava, então ao começar a falar observei que quase ninguém me entendia, foi um choque para mim, talvez se eu tivesse me dedicado mais enquanto meu pai falava comigo em espanhol eu talvez não tivesse tido aquela terrível experiência.

Enfim após 6 meses na Venezuela o meu espanhol estava um pouco melhor, no regresso ao Brasil eu já havia decidido estudar um segundo idioma, desta vez seria o inglês, porém, naquela época eu estava desempregado e meus pais não tinham como custear um curso de inglês. Decidi então procurar o diretor e proprietário da escola de inglês, o nome dele é Mauro Scott Morgado e fiz a seguinte proposta para ele: Sr. Mauro eu gostaria muito de estudar inglês em sua escola, porém não tenho como lhe pagar, como podemos fazer? Ele olhou para mim com um olhar meio desconfiado e me fez a seguinte proposta: Aldo eu preciso pintar, reformar e trocar a fiação elétrica de minha escola, se você fizer isto para mim, eu lhe dou uma bolsa integral de inglês o que você acha?

Eu naturalmente aceitei na hora a proposta, o duro foi reformar, pintar e fazer a parte elétrica da escola, mas no final de 3 meses com ajuda de um amigo o nome dele é João Henrique, conseguimos entregar tudo prontinho, no dia combinado o Sr. Mauro me perguntou novamente é a bolsa de inglês ou você prefere que eu lhe pague os seus serviços em dinheiro?, eu já havia decidido que queria aprender inglês e nem pestanejei!

Foi o melhor investimento que fiz em minha vida! Em aproximadamente 18 meses eu já dominava relativamente bem o inglês, a partir de então eu decidi colocar meus sonhos em realidade, desde então Deus me ajudou a que eu visitasse 23 países, agora estou em uma área rural do West de Jakarta escrevendo este texto e graças ao inglês, apoio de meus familiares (sem eles, nada somos) estou conseguindo realizar meus sonhos de conhecer novas culturas e novos países, agora com o privilégio de executar trabalhos voluntários que muito tem me ajuda pessoal e espiritualmente.

Bem é isto que eu gostaria de compartilhar por hoje, se você tem um sonho, um projeto de vida, algo que motive a conquistar, faça todo esforço para conseguir, você precisará de dedicação, precisará abrir mão de algumas coisas, precisará sair de sua zona de conforto e algumas vezes você pode eventualmente precisar de um bom profissional para lhe ajudar a concretizar estes sonhos, neste caso um bom, competente e honesto Coach pode lhe ajudar!

Caso contrário, seus sonhos serão sempre sonhos se você não fizer acontecer!

Abraços e até a próxima!

Aldo

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
EnglishPortuguêsEspañol